Seguidores

Quem sou eu?

Na verdade, não sei muito bem quem sou.

Sei que sou o que sinto, do tamanho do que sinto.

Sinto-me viver vidas alheias.

Sinto as dores de quem nem está sentindo, mas eu sinto.

Sou o correr de uma lágrima, antes mesmo de chorar.

Sou um aglomerado de emoções.

Sou lamentos dos meus sofrimentos.

Sou pensamentos e pensamentos.

Sou reflexo das minhas atitudes.

Sou momento.

Sou o esquecer e o lembrar.

Sou a indagação da vida, sou ferida.

Sou o defender, o acusar.

Sou o conhecer do eu diferente.

Sou valente.

Eu sou transformação.

Sou a pessoa mais solitária do mundo,

Mas que nunca fica sozinha.

Sou a pessoa mais forte do mundo.

Mas que está sempre com medo.

Sou o exaltar das minhas realizações.

Sou mãe, sou filha, sou avó.

Sou o encontro de mim, comigo mesmo.

Sou o que sou, me orgulho muito de tudo que sou.

Enide Santos

Relógio




 Tic tac, tic tac.
O relógio da parede, não para com seu tic tac.
 Foi tique taque o dia inteiro, eu nem prestei atenção.
Levou mais vinte e quatro horas de minha vida.
Eu nem percebi, até agora as 02h02min da madrugada do dia 11 de maio.
 A maioria do mundo está dormindo.
Eu estou aqui sozinha, como sempre, tentando entender coisas,
Que não se entendem.
                                            Só eu mesma

Me procuro



Eu me procuro e não me acho.
Porque procuro por algo que não existe?
Não me acho por que penso que sou algo que eu não sou
Só vou me encontrar, apenas quando conseguir entender, que
O que quero ser, não é o que sou.
E o que já fui. Não percebi quando era, então passou e não vi.
Só vou me encontrar, se eu me procurar aqui e agora.
Isso é o que sou, apenas eu.
Com o passado já passado.
Com o presente ainda presente.
E o futuro ainda futuro.



Gritos do mundo



O mundo inteiro grita e eu posso ouvir.
Ás vezes, não sei dizer o que é real ou o que é fruto de minha imaginação.
É um luta diária, para classificar cada som.
Muitos dos sons que ouço, são construídos pela minha mente.
Procuro me manter sempre conectada com a realidade.
Não me deixo levar com as dores da vida.
 Pois elas são as principais responsáveis pela maioria dos gritos.
Na realidade, os gritos existem, mas depende de nós para interpreta-los.
Depende de como nós sentimos no momento.
Nos dias em que me vejo preocupada ou com medo;
Sempre ouço os gritos do mundo.
Hoje, já aprendi a lidar com estes sons.
Por isso estou descrevendo meus pensamentos;
É isso que faço para me manter consciente de que a minha mente, ás vezes me mente.
Sei que tudo isso faz parecer que sou doente da mente, eu não sei se sou.
Só sei que, desde que me tornei mãe, deixei de ouvir só para mim ou por mim.
Só consigo ficar tranquila quando estou junto das minhas meninas.
Bom, agora também tem meninos.
Já deu para entender porque tenho a mente doente.
Doente de amor.                                                   09/04/2012



Razão da minha vida




Não trocaria o prazer de criar vocês por nada.
Tudo que aprendi, tudo que sou, devo a vocês.
Venci tantas barreiras por vocês.
Virei gente de verdade.
Aprendi a ser pai e mãe.
Tive mais que ser homem, que mulher.
Vocês, deram sentido a minha existência.
Eu amei cada dia que vivi com vocês.
Quando fiquei grávida pela primeira vez,
 Eu ainda era muito inocente para ver o mal que os outros viam em mim.
A única coisa que eu queria nesta época, era dignidade.
Não suportava ver as pessoas pensando mal de mim.
Por estar grávida, por não ter um marido.
Tenho consciência de que sempre fiz o possível para não tirar nada de ninguém.
Eu ainda era uma menina, mais fazia questão da minha dignidade.
No dia 07/01/88 ás 11h10min eu dei a luz a um ser de 1kilo e 20 gramas.
Informação que tive, lendo a pulseira que estava em meu braço.
Fiquei louca para te conhecer, mas sentia muita dor, mal podia me mexer.
Comecei achar estranho não te trazerem para mim.
Foi meu primeiro ato como mãe, me levantei com a barriga toda costurada,
Mal podia me mexer, mais eu queria te ver, queria te conhecer.
Já estava achando estranho, por que as outras mães estavam com seus filhos?
Porque eu não estava com meu bebê? Tinha algo errado e ninguém queria me falar.
Comecei a chorar no corredor do hospital, então uma enfermeira me explicou;
Que você era muito pequena e precisava ficar no berçário.
Lembro-me que estava muito fraca, com muita dor.
Apoiando-me no corredor, chorando e dizendo: - "Quero ver meu nenê!"
Alguém me levou até você.
Como um ser tão pequeno, podia me fazer sentir tanto amor?
Não pude te tocar, apenas te olhar.
Tive tanto medo de te perder, você era muito pequenina, muito frágil.
Mas era linda, era minha linda menina.
Ali estava, o início da minha família.
Ali estava o meu inicio.
Hoje, você é tão linda e vai ser mãe;
Vai entender tudo que eu escrevi aqui.
Vai saber como te amo.
Vai entender, como é ouvir a sua voz
Sentir seu olhar, e pedir a Deus, que sempre te abençoe.
Marjorie Jaqueline Santos, foi esse o nome que te dei.
Foi esse o nome que te registrei como minha
Para sempre, minha menina.
Razão da minha vida.

Enide Santos 08/03/12               01h36min.



Arma fatal



È muito mais fácil por em prática tudo que possa nos manter
Forte e de pé hoje, porque amanhã, pode ser tarde demais.
Hei menina! Tudo isso vai passar, e até mesmo seu nome vai mudar.
Vai deixar de ser a Tati, e passara a ser, Dona Tatiane.
Vai deixando de ser criança, e aprenda a chorar somente pelo que vale a pena.
Não desperdice seu tempo com coisas que somente lhe deixará marcas inúteis.
Risque do seu coração, os problemas que não tem solução.
Hei menina! Abra seus olhos de verdade, olhe primeiro para você.
Esse é o momento, logo vai acabar, não espere ser tarde demais.
Abra os olhos para o que quer para o futuro.
Abra os olhos agora e pense em você.
Não use a força de suas palavras, para coisas que possam voltar contra você.
Você sabe que quando realmente você quer, suas palavras tem peso.
Então, use-as de uma forma inteligente.
Mesmo se te disserem que você não tem inteligência par usá-las.
Ouça mais e melhor as coisas que te dizem.
Analise tudo que tiver que dizer, antes de dizer.
Não ofusque o brilho que você conquistou,
Acredite, você é uma                  ARMA FATAL.

Musa da vida


Posso ter te visto, quando eu ainda era cega e não podia ter ver.
Talvez porque eu ainda fosse muito criança, não guardei sua imagem na memória.
Mas tenho certeza, do dia que te enxerguei pela primeira vez.
Sempre achei você a mais bela das primas, sua beleza é rara.
Você na verdade, não se parece com a Xuxa, nem com a Sharon Stone.
Não se parece com atriz nenhuma, com pessoa nenhuma.
O seu jeito de olhar, de falar, os traços de seu rosto, que a cada dia há de mudar;
São seus, somente você pode tê-los, e em lugar algum do mundo, poderão  ser reproduzidos.
Você se construiu a cada dia, sem imaginar que hoje a sua vida iria estar como está.
Quando te vi com os olhos cheios de lágrimas, procurando respostas da vida,
Fiquei tentando te imaginar, quando você ainda ia pra escola:
Quando se apaixonou pela primeira vez;
Quando teve sua primeira gravidez e como você conseguiu chegar aqui.
Tudo que você já passou de bom ou de ruim, eu não sei e nunca vou saber;
A única coisa que sei, e que tenho toda certeza do mundo,
É que em algum lugar ai dentro de você, ainda resta forças para continuar lutando
Tudo que você tem para passar, só você pode passar.
Hoje, você é muito mais que era antes.
É como se a vida estivesse o tempo inteiro tentando te preparar
Para passar o que está vivendo agora.
Esta é a sua hora de mostrar para você mesma, que você vai passar
 Por tudo que tiver que passar, sempre tentando ser útil.
E todas as vezes que conseguir, vai descobrir onde ficou sua infância.
A sua adolescência, você verá que mesmo que involuntariamente,
O seu passado foi trocado pela sua força de dividir (força).
Ajude como puder, a cada um que precisar de você, e verá como é
Gratificante aliviar uma dor, ouvir um desabafo, dar uma palavra amiga.
É isso que estou tentando fazer, para não olhar e ver que meus sonhos
Ficou no passado, minha beleza, meu vigor de sair, passear ou dançar.
Tudo ficou,eu prossegui e hoje vivo inventando novos sonhos,
 E os deixo para trás, quando eles tentam me consumir.
Quando vejo alguém com problemas que parecem impossíveis,
Sofro por me sentir incapaz de ajudar,
Mas faço o que posso, ainda que seja apenas segurar a mão.
E se for melhor, me calar, simplesmente ficar ali calada.
Conte comigo, vou tentar dar o melhor de mim.
Talvez tudo que escrevi não tenha nenhum sentido,
Nem um bom começo, nem um bom fim.
Mas a intenção, é de te dizer que você pode passar por qualquer coisa,
E ainda assim se ver, se enxergar e se sobressair como a
Musa da vida que você é.

Mãe insana



Não sei se sou mãe, ou se estou totalmente insana.
Vou às vezes, à beira da loucura.
Com perguntas sem respostas;
Com respostas sem perguntas.
Encontro forças para lutar por coisas que me enfraquecem.
Enfraqueço-me apenas, para buscar forças.
Acordo todos os dias, lutando pelo amor de vocês.
Passo o tempo inteiro brigando, reclamando,
Pondo defeitos e ainda assim, quero amor.
É, acho que realmente sou insana, mas, não me envergonho.
Sinto-me feliz por ser insanamente louca, maluca, perturbada;
Eu sou insana, Lelé da cuca.
Eu sou tantã, mas AMO vocês.

Proibida de ser mãe



É incrível como já chorei por você.
Vivo na espera de ser vista novamente por você.
Você não me dá nem um motivo para achar que faço falta em sua vida.
Mais eu sei que faço, tenho certeza que sente minha falta.
Você ainda não sabe, mas um dia vai saber.
Tenta demonstrar o tempo inteiro que é mais feliz longe de mim.
Eu não entendo como podemos chegar a esta situação.
Sei que sempre te amei, nunca te maltratei.
Não te obriguei a nada, te cuidei, te protegi.
O que faltou? 
Sempre procurei ser compreensiva.
Onde errei?
Porque te perdi?
Porque tenho que deixar de ser sua mãe?
Fui proibida de te educar, como se eu tivesse cometido um crime.
Fui proibida de ser a única coisa que me propus ser.
E dói muito, como dói.
Eu poderia ter mil filhos, mais cada um seria cada um.
Procurei tanto ensiná-las a se proteger dos outros.
Esqueci-me de ensiná-las a se proteger de si mesmas.
Será que este foi meu erro?
Não sei onde errei, não sei o que fiz de errado.
Não consegui fazer você confiar em mim.
Sei que te amo, minha princesa, e sempre vou te amar.

Pedacinho



Ainda que eu não pudesse, te amaria mesmo assim,
Você, é o complemento que faltava, não apenas na minha vida.
Peço a Deus, que te traga com muita saúde.
Que nos de o dom de ensinar a você.
Sei que eis um pequeno pedacinho.
Mais acredite, eis o pequeno pedacinho mais amado desse mundo,
Você está sendo produzida, dentro de um ser humano maravilhoso.
Quero te ver crescer,
Quero poder te amar a cada dia,
Acredite, vamos te encher de carinho.
É inexplicável, como pode-se amar alguém que nem conhecemos.
Pequeno pedacinho de mim.
Estamos te esperando, saiba que já estamos loucos de amor.
Estamos nos atropelando, quase que disputando quem vai te amar mais.
Falamos de você o tempo todo,
Estamos cada um em seu lugar, mesmo assim, todos juntos,
Preparando o mundo para sua chegada.
Uns pintando, costurando, tricotando,
E até mesmo sonhando.

Lívia Marina

Sonho real



No decorrer de minha vida, muitos sonhos se atropelarão.
Sonhei com sonhos, que não era para mim.
Demorei alguns anos para entender isso.
Contentei-me em trocar um sonho, por outro e por outro...
Enquanto isso, os anos foram passando,
E parei de trocar os meus sonhos.
Comecei a viver a minha realidade, fosse ela boa ou complicada.
Minha realidade se tornou o meu sonho,
E assim, pude vencer todos os dias, as minhas noites.
E ao acordar a cada dia, sobrevivi a cada sonho que ficou para trás.
Como posso reclamar de alguns sonhos que ficarão no passado,
Se o presente me deu tudo que eu precisava?
Tive tudo que qualquer ser humano, com um pouco de humildade poderia querer,
Tive três sonhos que não parei para sonhar e mesmo assim, eles se realizaram
Eu nunca poderia sonhar e fazer se tornar real, ter tido o grande privilégio, de ser a mamãe de Jaqueline, Soraia, Renata.
     Esse sim, é um sonho lindo e real!

Não precisa ter medo de vir



Quase tudo que aprendi, foi mesmo assim;
É incrível que, mesmo antes de você nascer, já me ensinou tantas coisas.
Já me fez ver, que sou mais forte que pensava ser.
Fez-me amar-me, admirar-me, por superar situações insuperáveis.
Eu já te amo, de uma forma inexplicável.
Não precisa ter medo de vir.
Traga pra mim, o que veio trazer.
Estou esperando, mais forte que nunca;
Mais preparada, muito mais.
Somos muitos, para te sufocar de tanto Amor.
Não precisa ter medo de vir.
Para: Crystian Augusto Santos da Silva


Amor de Vó



Neste mundo em que vivemos, não podemos nos dar o luxo, de dispensar um amor.
Mas ás vezes, o melhor mesmo é fechar os olhos para alguém, que quer nos amar.
Mas, não podemos aceitar.
Ter que negar este amor, significa que amamos muito mais que podíamos amar.
Não que eu não quisesse seu amor, eu o queria muito.
Mas queria que você aprendesse a me amar como sua vovó.
Foi muito difícil correr dos seus olhinhos.
Foi muito difícil fingir, que você não estava me procurando.
Eu corri do seu amor, para que você pudesse amar sua mãe.
Ás vezes, eu te cuidava, fingindo que não estava vendo os seus olhos me amando.
Eu corria para longe para chorar, eu nunca soube se chorava de tristeza ou de alegria.
Só sei que, tudo era muito difícil.
Escrever seu nome nas páginas de meu diário, é um sentimento que não tem nome.
Pensei que já tinha amado de tudo e de todas as formas, mas me enganei.
Você me trouxe uma nova e maravilhosa forma de amar.
É uma delícia me esconder deste amor que, mesmo sem entender, você quer me dar.
Eu preciso do seu amor de Vó.
Preciso ver você amar sua mãe.
Perdoe-me, porque, ás vezes eu não sei o que fazer.
Sei que te amo.
Sei que amo sua mãe, é tudo que sei.



Vai garota


Vai Garota...
Vamos logo escrever uma estória, a sua estória.
Seu primeiro diário, foi escrito na sua infância e deixado de lado.
Perdeu-se no seu passado.
Você não parou ainda pra pensar;
Ainda não aceitou, que já tem passado.
E com ele, está ficando muitas linhas em branco.
Suas lembranças ficaram perdidas. Vai Garota.
Você precisa escrevê-las nas linhas do seu coração.
Hoje você vive, como se a vida tivesse parado para você.
Vai garota! Pega seu caderno para escrever.
Escrever seu futuro, ele depende de seu passado.
E o tempo está passando, muitas linhas estão ficando em branco.
Comece agora a plantar seus sonhos e escrever sua estória.
Faça uma boa estória, usando principalmente seu presente.
Com certeza você plantará um bom passado.
 E colherá um bom futuro.
Vai garota.
Natália da Silva Santos 

Algoz


O som da sua voz, é o alimento do meu chorar.
Melhor dizendo, é mesmo um sofrimento.
Porque no mundo em que vivemos, o certo mesmo era eu te odiar.
Todas ás vezes que ouço o seu nome, tenho vontade de chorar.
E fico pensando, o que mais de mim quer tirar.
Você sempre soube que, para transformar seu sonho em realidade, teria que destruir o de outras pessoas, mesmo assim o fez.
Tirou de mim meus direitos e me impediu de cumprir meus deveres.
Fez com que durante muitos dias e muitas noites, os meus olhos não permanecessem secos.
Na verdade, tudo é muito pior que chorar.
É ver e ouvir você tripudiar.
Mas saiba, você que a tirou de mim, e julga ser seu troféu, na verdade, nunca me pertenceu, eu era apenas uma guardiã.
Você terá que prestar contas com Deus.
Eu fiz o meu melhor, sei que fiz meu possível e impossível.
Agora, só me resta esperar, que as sementes que plantei no que você julga ser seu troféu, brotem um dia mais cedo ou mais tarde, sei que vão.
E por enquanto, sou obrigada a lembrar-me diariamente de tudo que aconteceu,
vou continuar aqui, ouvindo o som  que causa o meu chorar.
Vai lá, pode falar ou até mesmo gritar.
Eu sou apenas uma mãe, que só pode chorar.


Deixar de ser mãe



Deixar de ser mãe?
Como assim? Deixar de ser mãe, primeiro, somos obrigadas a aprender de tudo,
 tem que fazer isso, tem que fazer aquilo, não pode isso, não pode aquilo.
E aos poucos, transformam sua vida em pura responsabilidade.
Seus dias e noites, são totalmente dedicados para um pequeno ser, que depende totalmente de você.
Você aprende a ser mãe, aprende a se dedicar a isso.
Dorme e acorda em função de ser mãe, e conforme o tempo passa, você se transforma no ser mais amado do mundo.
Até que chega o dia que você precisa entender, que seu filho cresceu e precisa andar sozinho.
Agora, ser mãe é magoar, é tirar o direito de seu filho, é impor regras, é exterminar com seus sorrisos, é passar o tempo inteiro dizendo “não” e ser sempre o obstáculo para quase tudo.
Que pena, que nossos filhos não percebam como dói, cada vez que somos obrigados a dizer “não”, como é triste ser um obstáculo para eles no decorrer da infância e principalmente na adolescência.
 Não sabem que tudo isso, é apenas para fazer deles bons e felizes, adultos, tendo que usar as piores armas, com uma única munição, o "amor".
Mas chega o momento, em que precisamos deixá-los ir.
Como deixar de ser mãe? Depois que se aprende a amar tanto outro ser?
Como se deixa de tentar proteger?
Como parar de se preocupar?
Então, é a vez da prova de amor, é a vez de perder.
De ir contra seus propósito, é uma perda ou outra.
Deixá-los ir também, é uma prova de amor.
Será que é assim se aprende?
Como deixar de ser mãe?


Desabafo de Mãe


                                         
Mãe que sofre todos os dias
Vendo seu filho ser vítima da vida.
Mãe que está sempre se condenando
Achando-se culpada, pensando estar errada.
Pensa sempre que devia ter feito isso ou aquilo.
É muito difícil ser obrigada a deixar de ser mãe.
Você cuida, amando todos os dias lava e limpa, penteia e ama.
E de repente, alguém vem e tira seu direito de amar.
Não, não quer muito.
Não quer tudo.
Só não quer
Ser deixada para trás.

Enide santos 24/06/12


Doe um pouco de você


                                 

Doe um pouco de você e verá que quanto mais se vive, mais se aprende.
Se prestar atenção, é claro!
Estamos sempre muito atarefados, o tempo inteiro.
Nunca temos muito tempo para olhar para o lado e identificar alguém, que, anseia por um pequeno instante de atenção.
O vai e vem do dia a dia, ás vezes, não nos permite olhar para o lado.
Mas se por um pequeno instante você olhar ao seu redor, verá um mundo totalmente diferente.
Doe um pouco de você e verá pessoas tristes sorrindo, pessoas fracas lutando, pessoas fortes desabando.
E tudo isso, em fim, é apenas a vida se aplumando.
No semblante da vida, somente destaca-se o que se quer no momento.
Não é importante ver e nem ouvir a mais ninguém, a não ser o seu próprio eu, o eu estou ocupado, eu estou com pressa ou o que eu ia poder fazer?
Os nossos antepassados correram tanto atrás da liberdade, lutaram para que hoje, nos pudéssemos ver, ouvir e falar tudo.
Mas nossa geração, não entende o que é liberdade.
Acreditam que ser livre, é poder destruir tudo e todos.
Seja com palavras ou com ações.
Dê uma pequena oportunidade para a vida, e ela lhe mostrará um mundo muito melhor que o seu próprio eu.
Um mundo, onde você poderá ser útil de verdade.
Dê uma pequena chance para os seus olhos se abrirem de verdade.
Olhe em torno de você, quantas pessoas estão sofrendo e ás vezes precisando somente de um olhar?
Não significa que temos que nos sacrificar o tempo todo, mas sim, quando formos solicitados, seja por animais, pela natureza ou por pessoas.
Doe um pouco de você, e será como uma poupança para a sua vida.

Jardim exclusivo



Estou começando a minha colheita.
Já estou colhendo as flores do meu jardim.
De meu jardim exclusivo.
Foram anos de dedicação.
Foram anos cultivando.
No começo, me veio apenas as sementes.
Eu não sabia como cultivar.
Meu Deus! Como eu tive medo.
Mas o seu sorriso, me encheu de coragem e comecei a plantar.
Nascia assim, a razão de minha vida.
Percebi então, que com sol ou com chuva;
 Nada poderia me impedir de lutar pelo seu sorriso.
Pois ele é o sol e a chuva de meu jardim.
Muitas vezes, eu errei eu sei, mas você me fez acertar.
É o seu sorriso, que faz que umedeça o meu jardim.
Razão da minha vida.


LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...