Seguidores

Quem sou eu?

Na verdade, não sei muito bem quem sou.

Sei que sou o que sinto, do tamanho do que sinto.

Sinto-me viver vidas alheias.

Sinto as dores de quem nem está sentindo, mas eu sinto.

Sou o correr de uma lágrima, antes mesmo de chorar.

Sou um aglomerado de emoções.

Sou lamentos dos meus sofrimentos.

Sou pensamentos e pensamentos.

Sou reflexo das minhas atitudes.

Sou momento.

Sou o esquecer e o lembrar.

Sou a indagação da vida, sou ferida.

Sou o defender, o acusar.

Sou o conhecer do eu diferente.

Sou valente.

Eu sou transformação.

Sou a pessoa mais solitária do mundo,

Mas que nunca fica sozinha.

Sou a pessoa mais forte do mundo.

Mas que está sempre com medo.

Sou o exaltar das minhas realizações.

Sou mãe, sou filha, sou avó.

Sou o encontro de mim, comigo mesmo.

Sou o que sou, me orgulho muito de tudo que sou.

Enide Santos

Não sou o que sou
















Ando tão sozinho hoje quanto andava antes, pois a pessoa que segue em frente de verdade não sou eu.
No fundo, bem lá no fundo eu não sou toda essa força que rompe barreiras, que acumula superações e que vai eliminando os prováveis impossíveis.
Eu não sou está torrente de água que inunda fraquezas, eu não sou!
Sou um lago calmo deslumbrado pelas coisas que não sou.
Eu sei muito bem o que não sou também sei que se não fosse o que penso que não sou eu nada seria.
Enide Santos 21-12-16

Ambrosia do meu pecado













Quero você todinho seu descarado.
E nem adianta reclamar que é usado.
Vou te comer todinho
Vou te lamber inteirinho
Ambrosia do meu pecado.

Tanto nas noites como nos dias
Quero muito ficar te deliciando
Tomando longos e lentos tragos
És fino como vinho caro
E como homem, és perfeito por isso raro.

Quero mesmo ter você todo
Deixar minha boca te envolver
E o seu néctar meu querido
Delicadamente  quero absorver



Enide Santos 19-12-16

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...