Seguidores

Quem sou eu?

Na verdade, não sei muito bem quem sou.

Sei que sou o que sinto, do tamanho do que sinto.

Sinto-me viver vidas alheias.

Sinto as dores de quem nem está sentindo, mas eu sinto.

Sou o correr de uma lágrima, antes mesmo de chorar.

Sou um aglomerado de emoções.

Sou lamentos dos meus sofrimentos.

Sou pensamentos e pensamentos.

Sou reflexo das minhas atitudes.

Sou momento.

Sou o esquecer e o lembrar.

Sou a indagação da vida, sou ferida.

Sou o defender, o acusar.

Sou o conhecer do eu diferente.

Sou valente.

Eu sou transformação.

Sou a pessoa mais solitária do mundo,

Mas que nunca fica sozinha.

Sou a pessoa mais forte do mundo.

Mas que está sempre com medo.

Sou o exaltar das minhas realizações.

Sou mãe, sou filha, sou avó.

Sou o encontro de mim, comigo mesmo.

Sou o que sou, me orgulho muito de tudo que sou.

Enide Santos

A peça que dentro da noite o tempo forjou.

flora_by_devinwillow-d4vok46

Hoje voltei àquela noite

sentei-me ao lado de nós.

Mal pude me conter

assim que vi você.

 

Parecia ter o mundo em tuas mãos

e o dava inteiro a mim.

Extasiada pelo momento

nada pude e nem poderia dizer

por que palavra alguma

jamais caberia ali

entre eu e você.

 

Hoje voltei àquela noite

sentei-me ao lado de nós.

O tempo parou

delicadamente, sem pressa,

fora esculpindo naquela noite

os trajes que hoje me visto.

 

Agora choro, não sei bem porque

talvez por não poder possuir

a peça que dentro da noite o tempo forjou.

 

Hoje voltei àquele momento

em que você me presenteou com uma noite.

Sem lua, sem estrelas

Uma noite de pele nua,

Tão minha

Tão tua.

 

Há ainda o eco de tua voz a dizer:

Guarde está noite

Onde apenas existe eu e você.

 

Enide Santos 26/03/15

Nenhum comentário:

Postar um comentário

É maravilhoso poder descrever sentimentos, e poder dividi-los
Agora aguardo ansiosa seus comentários.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...