Seguidores

Quem sou eu?

Na verdade, não sei muito bem quem sou.

Sei que sou o que sinto, do tamanho do que sinto.

Sinto-me viver vidas alheias.

Sinto as dores de quem nem está sentindo, mas eu sinto.

Sou o correr de uma lágrima, antes mesmo de chorar.

Sou um aglomerado de emoções.

Sou lamentos dos meus sofrimentos.

Sou pensamentos e pensamentos.

Sou reflexo das minhas atitudes.

Sou momento.

Sou o esquecer e o lembrar.

Sou a indagação da vida, sou ferida.

Sou o defender, o acusar.

Sou o conhecer do eu diferente.

Sou valente.

Eu sou transformação.

Sou a pessoa mais solitária do mundo,

Mas que nunca fica sozinha.

Sou a pessoa mais forte do mundo.

Mas que está sempre com medo.

Sou o exaltar das minhas realizações.

Sou mãe, sou filha, sou avó.

Sou o encontro de mim, comigo mesmo.

Sou o que sou, me orgulho muito de tudo que sou.

Enide Santos

O outro lado - 02

934649_165848776910479_1978936013_n

Solidão

 

Sou mais uma a ser condenada

Sem se quer ser julgada.

Nunca fui amada

Às vezes desejada.

Mas apenas como meretriz.

Minha presença assola

Inibe a qualquer outro sentir.

Alimento-me do seu pensar.

Aspiro seu ar se você deixar

Limitando assim o seu respirar

Reprimo seus desejos

Devoro os seus sonhos

Rio da sua existência

Se deixar, até por ti irei pensar.

Tudo isso só acontecerá

Se você deixar

Assim sendo, quem poderá me condenar?

 

Enide Santos

Um comentário:

  1. Quando a solidão chegar
    Queria eu ter um anjo
    Que me arrebatasse
    Para outro lugar
    Sob tuas assas
    A solidão espantar

    Lindos versos... Boa noite...

    ResponderExcluir

É maravilhoso poder descrever sentimentos, e poder dividi-los
Agora aguardo ansiosa seus comentários.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...