Seguidores

Quem sou eu?

Na verdade, não sei muito bem quem sou.

Sei que sou o que sinto, do tamanho do que sinto.

Sinto-me viver vidas alheias.

Sinto as dores de quem nem está sentindo, mas eu sinto.

Sou o correr de uma lágrima, antes mesmo de chorar.

Sou um aglomerado de emoções.

Sou lamentos dos meus sofrimentos.

Sou pensamentos e pensamentos.

Sou reflexo das minhas atitudes.

Sou momento.

Sou o esquecer e o lembrar.

Sou a indagação da vida, sou ferida.

Sou o defender, o acusar.

Sou o conhecer do eu diferente.

Sou valente.

Eu sou transformação.

Sou a pessoa mais solitária do mundo,

Mas que nunca fica sozinha.

Sou a pessoa mais forte do mundo.

Mas que está sempre com medo.

Sou o exaltar das minhas realizações.

Sou mãe, sou filha, sou avó.

Sou o encontro de mim, comigo mesmo.

Sou o que sou, me orgulho muito de tudo que sou.

Enide Santos

Te pego destino

1551764_415198775250449_1044316117_n

Não vou forçar o destino a me dar o que nele não está escrito.

 

Sou mulher...

Tenho minhas armas

Posso induzi-lo

Quero seduzi-lo

Manipula-lo

 

Ele vai querer

Vai me presentear

Me levará as alturas

e meu presente vai me dar.

 

Sou mulher...

Meiga...

Sedente e desejosa

Quente e graciosa

Não é o destino quem vai me parar.

 

Enide Santos 03/01/14

2 comentários:

  1. Sua poesia encanta, seduz e reluz! Há uma ação sinestesica (consciente?) na sua concepção.

    ResponderExcluir
  2. O destino quem fazemos somos nós, nós que determinamos os caminhos, que gerenciamso as consequencias de nossos atos, fatos futuros, desatinos. O destino é o que plantamos. Gostei, poetisa.

    ResponderExcluir

É maravilhoso poder descrever sentimentos, e poder dividi-los
Agora aguardo ansiosa seus comentários.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...