Seguidores

Quem sou eu?

Na verdade, não sei muito bem quem sou.

Sei que sou o que sinto, do tamanho do que sinto.

Sinto-me viver vidas alheias.

Sinto as dores de quem nem está sentindo, mas eu sinto.

Sou o correr de uma lágrima, antes mesmo de chorar.

Sou um aglomerado de emoções.

Sou lamentos dos meus sofrimentos.

Sou pensamentos e pensamentos.

Sou reflexo das minhas atitudes.

Sou momento.

Sou o esquecer e o lembrar.

Sou a indagação da vida, sou ferida.

Sou o defender, o acusar.

Sou o conhecer do eu diferente.

Sou valente.

Eu sou transformação.

Sou a pessoa mais solitária do mundo,

Mas que nunca fica sozinha.

Sou a pessoa mais forte do mundo.

Mas que está sempre com medo.

Sou o exaltar das minhas realizações.

Sou mãe, sou filha, sou avó.

Sou o encontro de mim, comigo mesmo.

Sou o que sou, me orgulho muito de tudo que sou.

Enide Santos

Quero sair

993760_391845357593407_1895003939_n

Irromper obstáculos

esta geração tem muito que lutar

tem que buscar uma saída

e das drogas se afastar

 

Romper barreiras

e no limite chegar

avançar a fronteira

e um novo mundo formar

 

Vencer o pesadelo

para viver o sonho

abrir a força o seu mundo

e se dar de presente um futuro.

 

Enide Santos 17/06/13

Poeira de mim

969701_470187729721943_865645745_n

Poeira de mim

Restos de pensamentos

Amontoados, empilhados sem fim.

Decompondo-se antes mesmo de existir

 

São como areia

Grãos ditados

Cacos infinitos de sentir

Reduzidos a breves sentenças

Esforçando-se para alastrar-se pela eternidade

 

Terra que cheira sentimento

que se despeja a todo momento

vazando sempre assim.

Nasce esperando crescer

se arremetendo de meu ser

faz sua manobra

dança no vento

em busca do tempo

apenas para ser eterno pensamento.

 

Enide Santos 28/06/13

Empréstimo

10549_476730159067700_2063975216_n

Acolha minhas lágrimas

apenas por um tempo

depois devolva-me

não quero esta dor, em você

 

Escute-as surgirem

com bramidos baixinhos

em seguida devolva-me

eu não quero para você

a dor que elas tem a dizer

 

Note-as por um tempo

logo após devolva-me

tenha-as o tempo suficiente

para compreender

como é a dor de te perder.

 

Não ás absorva

não ás impeça de surgir

é só esta a chance

que elas tem de estarem em ti.

 

Enide Santos 30/06/13

Lança-te de mim

945271_349587488478245_1420973216_n

Há algo em mim

Que deseja sair

Expelir dores

Cuspir amores

 

Lança de mim

Esta minha falta de existir

Por mais que eu diga não

Atravessa meu coração

 

Algo deseja sair

E é de minha solidão

Noto rifões em devaneios

Provérbios vagos

 

Se me fosse possível ver

Além do alcance do meu ser

Talvez eu soubesse dizer

Quais arestas a se (re) fazer

 

Contento-me em conviver

Com esta exigente solidão

Que hoje a incomodo

Com minha mera aceitação.

 

Enide santos 06/06/13

Tempo sana

1009894_351608108276183_1196324524_n

Olhar perdido

procurando uma boa solução

Lágrimas largadas

sem nem uma atenção

 

Pensamentos (in)úteis

deixados para traz

ondas de lembranças

que fazem sorrir enquanto chora.

 

Sentimentos desordenados

perdidos buscando compreensão

Sons dos gemidos, contidos.

Como se isso pudesse esconder

Toda a dor que sente um ser

que espera o tempo fazer

a dor para de doer

 

Enide santos 11/06/13

Lágrima detida

1044631_358212077615786_1125745368_n

Lágrima interrompida

não menos sofrida...!

Não aceitei que brotasse

retornou para mim

minou, mas não brotou

não permiti

um suspiro intenso a persuadiu

 

Exatamente assim

meto-me para dentro de mim

passo um tempo embutida

raciocinando com a vida

busco me entender

tento me fortalecer

 

Incontáveis vezes ao dia

com suspiros tento impedir

que estas gotas fujam de mim

sei, querem sua abolição

mas precisam esperar

a hora certa de brotar

Pois delas que virão

minha superação.

 

Enide Santos 03/07/13

Vingança

971826_552703111447763_1040633901_n

Ainda me vingo da vida

por todas as noites mal dormidas

por todas as lágrimas perdidas

por tristeza ou solidão

 

Vou desforrar por tudo

que já me fez passar

por todas as lutas que lutei

as que perdi e inclusive as que venci

 

Haverá uma inquisição

de cada dor sofrida

de cada paixão reprimida

de cada desilusão

 

Não vou me dar por vencida

de viver uma vida

sem ter uma retaliação.

 

Enide santos 22/06/13

De onde estou

mulher deitada em folhas

Aqui de onde estou

e onde gosto de estar

interpreto outro sentir

que não o meu

mas por mim criado

 

Percebo uma árvore

intuo sua majestosidade

expondo grandes e fortes raízes

introduzidas na terra

certificando-se da vida

 

Exibe harmoniosos galhos

adornados por inúmeras folhas

folhas novas muito verdes

folhas cansadas de lutar contra o vento

que por tudo as quer levar

outras já amareladas, frágeis

que se equilibram em uma faísca de vida

 

Cá onde fico

vejo e sinto

as folhas encontrarem o chão

e em uma deterioração

entendo o ciclo completar.

 

Enide Santos 23/06/13

Ajude-me

935552_474096389331077_168852214_n

Ajude-me...!

não se vá de vez

não me abandone sozinha com esta dor.

não retribua assim meu amor

 

Ampare-me...!

sei, tenho que por um fim

mas não pode ser de vez assim

espere um pouco mais

deixe eu me aprumar

 

Auxilia-me...!

este sentimento

esta com dias cotados

vou me adaptar

a não mais estar ao seu lado

 

Acuda-me

eu não sei como fazer

tudo isso adormecer

espere um pouco

não vá embora

 

Ajude-me a sair daqui

antes que esta vida se me acabe.

 

Enide Santos 29/06/13

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...