Seguidores

Quem sou eu?

Na verdade, não sei muito bem quem sou.

Sei que sou o que sinto, do tamanho do que sinto.

Sinto-me viver vidas alheias.

Sinto as dores de quem nem está sentindo, mas eu sinto.

Sou o correr de uma lágrima, antes mesmo de chorar.

Sou um aglomerado de emoções.

Sou lamentos dos meus sofrimentos.

Sou pensamentos e pensamentos.

Sou reflexo das minhas atitudes.

Sou momento.

Sou o esquecer e o lembrar.

Sou a indagação da vida, sou ferida.

Sou o defender, o acusar.

Sou o conhecer do eu diferente.

Sou valente.

Eu sou transformação.

Sou a pessoa mais solitária do mundo,

Mas que nunca fica sozinha.

Sou a pessoa mais forte do mundo.

Mas que está sempre com medo.

Sou o exaltar das minhas realizações.

Sou mãe, sou filha, sou avó.

Sou o encontro de mim, comigo mesmo.

Sou o que sou, me orgulho muito de tudo que sou.

Enide Santos

De onde estou

mulher deitada em folhas

Aqui de onde estou

e onde gosto de estar

interpreto outro sentir

que não o meu

mas por mim criado

 

Percebo uma árvore

intuo sua majestosidade

expondo grandes e fortes raízes

introduzidas na terra

certificando-se da vida

 

Exibe harmoniosos galhos

adornados por inúmeras folhas

folhas novas muito verdes

folhas cansadas de lutar contra o vento

que por tudo as quer levar

outras já amareladas, frágeis

que se equilibram em uma faísca de vida

 

Cá onde fico

vejo e sinto

as folhas encontrarem o chão

e em uma deterioração

entendo o ciclo completar.

 

Enide Santos 23/06/13

Um comentário:

  1. Um lindo poema cheio de sentimentos. Feliz ano de 2014 pra ti querida. Muitas bênçãos de Deus!!! Beijos!

    ResponderExcluir

É maravilhoso poder descrever sentimentos, e poder dividi-los
Agora aguardo ansiosa seus comentários.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...