Seguidores

Quem sou eu?

Na verdade, não sei muito bem quem sou.

Sei que sou o que sinto, do tamanho do que sinto.

Sinto-me viver vidas alheias.

Sinto as dores de quem nem está sentindo, mas eu sinto.

Sou o correr de uma lágrima, antes mesmo de chorar.

Sou um aglomerado de emoções.

Sou lamentos dos meus sofrimentos.

Sou pensamentos e pensamentos.

Sou reflexo das minhas atitudes.

Sou momento.

Sou o esquecer e o lembrar.

Sou a indagação da vida, sou ferida.

Sou o defender, o acusar.

Sou o conhecer do eu diferente.

Sou valente.

Eu sou transformação.

Sou a pessoa mais solitária do mundo,

Mas que nunca fica sozinha.

Sou a pessoa mais forte do mundo.

Mas que está sempre com medo.

Sou o exaltar das minhas realizações.

Sou mãe, sou filha, sou avó.

Sou o encontro de mim, comigo mesmo.

Sou o que sou, me orgulho muito de tudo que sou.

Enide Santos

Semente do tudo

sementes do tudo

Somos a semente do tudo

Do tudo mesmo...!

Do tudo que há.

Entre céu e mar.

 

Por isso gostamos

De formar, de fundir.

Somos tudo e um pouco de tudo

Por isso queremos tudo

 

Queremos ser sol

Ser chuva...!

Ser pedra...!

Ser ar...!

Por que somos feitos de tudo que há.

 

Enide Santos 07/02/13

3 comentários:

  1. Maravilhoso e verdadeiro.

    Saludos.

    ResponderExcluir
  2. Somos feitos de tudo que há neste planeta. Belíssimo poema! Parabéns!

    ResponderExcluir
  3. Obrigada pela sua visita. Também estou a acompanhar suas postagens. Se desejar conheça meu outro cantinho de poesias - BLOG DE POESIAS INFINITO PARTICULAR. Um grande abraço

    ResponderExcluir

É maravilhoso poder descrever sentimentos, e poder dividi-los
Agora aguardo ansiosa seus comentários.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...